POESIA É VIDA E RESPIRAÇÃO

O amor é infinito? Esta questão nunca foi respondida por ninguém.

Textos

SONETO DESARRUMADO
Tua esperança grita
E teu corpo agita
Nada mais me inspira
A não ser  a planta que respira

Os versos sem arrumação
Nem métrica estes terão
Uma coisa sem nenhuma razão
Mas são riscos de um coração

Assim surgiu meu soneto menino
Que ao abrir os olhos
Se percebeu feminino

Mas enfim ele nasceu
É uma cria de alma em prantos
Mas isso ninguém percebeu



zemary
Enviado por zemary em 09/03/2014
Alterado em 09/03/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras