POESIA É VIDA E RESPIRAÇÃO

O amor é infinito? Esta questão nunca foi respondida por ninguém.

Meu Diário
01/01/2014 16h39
A VITRINE DO AMOR

A vitrine do amor
exposta
me ensinou

Passarelas organizadas
para o desfile
do amor

As virtudes eram todas
proclamadas
uma a uma desfilavam

A humildade veio primeiro
atrás dela a sinseridade
Em seguida a dignidade

Ainda no palco
chamaram a paixão
que veio logo arrogante

Continuando o desfile
a paciência chegou
após ela a determinação

Um conjunto de virtudes agarradas
ao amor
Por último chegou o carinho

Que logo se apresentou
unida ao companheirismo
a tolerância  apareceu

Muito aplaudidas todas as virtudes
agradeceram, mas convidaram
a fidelidade para encerrar a apresentação.


Publicado por zemary em 01/01/2014 às 16h39
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras